segunda-feira, abril 11

Meio a meio

Para início de campeonato, até que Sky Blue e Independence fizeram uma partida bem movimentada, com direito a emoção nos minutos finais. O time da Filadélfia começou mais à vontade em campo, porém insistiu demais nos lançamentos para Natasha Kai, que quase sempre resultavam em impedimento ou eram interceptados pela goleira Branam. O primeiro lance de real perigo ocorreu quando Lianne Sanderson fez boa jogada pela direita e cruzou para Kai, diante do gol, isolar (tive um déjà vu na hora). Com um bom toque de bola, o Sky Blue começou a envolver o adversário e não tardou a marcar. Allie Long percebeu o avanço da lateral Brittany Taylor e virou o jogo para o lado direito. Com caminho aberto, Taylor cruzou na pequena área e Laura Kalmari completou para o gol. Ainda no 1º tempo, Casey Nogueira cobrou falta e contou com o golpe de vista maroto da goleira Nicole Barnhart para ampliar o placar. O panorama do jogo só mudou mesmo após a entrada de Amy Rodriguez no 2º tempo. Em posição duvidosa, ela recebeu passe de Natasha Kai e tocou com tranquilidade na saída da goleira. Recuado e apelando para chutões na direção de Eniola Aluko, o Sky Blue entregou de vez o controle da partida ao adversário, que por sua vez forçava o jogo pelo meio sem sucesso. O empate acabou vindo só nos acréscimos. Embora tenha tirado uma bola em cima da linha, a defesa do Sky Blue não conseguiu afastar o perigo de vez e, na sequência do lance, Tina DiMartino recebeu dentro da área e não desperdiçou a chance.
Boas atuações de Allie Long, Brittany Taylor, Casey Nogueira, Tina DiMartino, Lianne Sanderson e Amy Rodriguez. Esperava mais de Therese Sjogran, muito discreta. Anita Asante aparenta não estar em boa forma física. O Sky Blue precisa arrumar uma lateral esquerda com urgência. Kendall Fletcher vai bem como zagueira ou volante, mas é fraca atuando pelos lados do campo. As laterais do Independence também são limitadas, mas a presença de Holmfridur Magnusdottir resolverá o problema do lado esquerdo
SBFC: Jenni Branam, Brittany Taylor, Carrie Dew, Anita Asante, Kendall Fletcher (Angie Kerr), Carolyn Blank, Allie Long, Therese Sjogran (Tobin Heath), Laura Kalmari (Danielle Johnson), Casey Nogueira, Eniola Aluko
PI: Nicole Barnhart, Estelle Johnson (Laura del Rio), Kia McNeill, Nikki Krzysik, Leigh Ann Robinson, Jen Buczkowski, Joanna Lohman (Amy Rodriguez), Sinead Farrelly, Tina DiMartino, Lianne Sanderson (Lori Lindsey), Natasha Kai
Público: 2.910

Na outra partida da rodada, o Boston Breakers goleou o Atlanta Beat por 4 a 1. Jordan Angeli, Keelin Winters, Kelley O'Hara e Kasey Moore marcaram para o Breakers enquanto Carli Lloyd, de pênalti, descontou para o Beat.

A 2ª rodada do campeonato terá os seguintes jogos:

Sábado
Philadelphia Independence x magicJack - 20h
Atlanta Beat x Sky Blue FC - 20h
Domingo
Boston Breakers x Western New York Flash - 19h (TV)

13 comentários:

Izabel disse...

http://www.womensprosoccer.com/video/index?pid=t94dtT_ObKqf_dTzgGvfTJNdoZbPSLrZ

Mary disse...

Alguém sabe me dizer por que a Marta não foi citada nos jogos da pré-temporada do WNY Flash ? Ela está lesionada ?
Não tem nem foto com ela.

Daniel disse...

Marta tava fazendo cirurgia pra retirar pólipos nasais. Acho que não jogará a partida inaugural contra o atlanta e se brincar só jogará(suposição minha) na quarta rodada(3º jogo) quando o WNY jogará diante de sua torcida. Ela estava ontem(ou hoje)na divulgação dos Calendário das sereias.

Izabel disse...

Perguntei para a Maurine (via twitter) se tinha a possibilidade dela e da Marta jogarem no domingo contra o Boston e ela falou que só no segundo jogo.

Mary disse...

Obrigada pelas respostas.

Izabel disse...

Marcelo, sem comentários da segunda semana? O que achou do jogo Boston vs Flash? Vc sabe se Harris, Morgan e Averbush vão jogar no domingo?

Marcelo T. disse...

Pois é, ando meio sem saco pra atualizar o blog. Achei que o jogo foi bom, ficou comprovado que o Breakers se enfraqueceu com a ausência da Jordan Angeli e que o Flash é o herdeiro natural do Gold Pride. Bastou o técnico trocar a inofensiva Kaley Fountain pela Gemma Davison pro 4-3-3 funcionar de verdade e a superioridade técnica do time ficar ainda mais evidente.
Até onde eu sei, as jogadoras convocadas treinam com a seleção durante a semana e são liberadas para atuar na WPS nos fins de semana. Quanto à Averbuch, li que ela decidiu se apresentar ao Flash só após a Copa do Mundo. Sinceramente, com Becky Edwards e Brittany Bock no elenco, ela não fará a menor falta.

Alexandre Amaral disse...

Caro Marcelo, quero parabenizar por este blog, cheio de informações com a qual muitos precisam ver. Ah !!
Nunca desanime, ao contrário, cresça mais, seu blog é muito bom.

Abraços Alexandre Amaral.

Daniel disse...

Pessoal e a seleção?
Tou com medo até de Guiné. Tou de zuação não. Que coisa medonha. Eu não esperava a realidade vir ser tão cruel.

Mary disse...

A coisa tá feia Daniel, mas futebol se ganha em campo. Espero que elas joguem com mais seriedade, pq teve hora que quiseram fazer gracinha no jogo. Mas Copa do Mundo é outra coisa,e elas sabem disso. Vou esperar começar pra ver no que vai dar. Nosso maior inimigo é íntimo, e chama-se Klêitom Lima, o "gênio".
Vc tem twitter Daniel ? Estamos nos comunicando por lá. O meu é @marybarboza08, me segue, que eu te encontro e começo a te seguir também,ok?.
Um abraço.

Mary disse...

Esse é um abaixo-assinado de apoio ao Futebol Feminino Brasileiro. Por favor, assinem e divulguem :

http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/8934

Não nos custa nada tentar.

Obrigada ^_^.

Daniel disse...

Alguém pode explicar o imbroglio do don do MagicJack? Pelo que eu entendi o cara está se achando o poderoso e quer causar. Ou seja salvou a liga , mas quer fazer cagada. Alguém pode explicar melhor?

Anônimo disse...

Saudades deste blog.
Rest in Peace.